terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Jiu Jitsu: A imobilização do UFC

Reações: 

Hoje em mais um capítulo da série sobre Artes Marciais (não se preocupe que não irá durar tanto quanto uma novela, não se preocupe), iremos falar de uma Arte Marcial que está sendo muito difundida na atualidade e está cada vez mais popular graças aos eventos de UFC e que no Brasil tem uma história que vai além de apenas um ou outro campeão mundial, por aqui ela desenvolveu um estilo próprio. Estamos falando sobre o Jiu-Jitsu!

A origem do Jiu-Jitsu também é japonesa, e remota de um tempo milenar. O interessante é que o número de estilos do Jiu-Jitsu chegou a ser mais de 700, dos quais os mais conhecidos são o Jiu-Jitsu atual, o Judô e o Aikidô, que falaremos em outros posts. O Jiu-Jitsu era tão importante para o império japonês que ele proibiu que o Jiu-Jitsu fosse ensinado para não japoneses e fora do Japão, sendo quem fizesse isso declarado traidor e levado à morte, com a sua família perdendo todos os bens. Essa situação só mudou quando começou a era Meiji (que fez várias transformações culturais e econômicas no Japão), fazendo com que as artes marcais fossem deixadas de lado como forma de defesa, já que com a transformação vieram as armas de fogo.
Competição de UFC
O Jiu-Jitsu não é um esporte Olímpico, já que o COI de certa forma considera ele como um esporte muito violento para estar presente nos Jogos. Por isso será dificilmente entrará numa olimpíada. Porém, o seu palco de sucesso é realmente os MMAs, torneios em que vários praticantes de várias artes se enfrentam em disputas que atualmente fazem grande sucesso. A arte é uma das que mais tem lutadores de destaque nesses eventos, assim como os de Muay Thai.
Os principais golpes usados nessa arte são as quedas e os de imobilização e estrangulamento, fazendo com que a maioria das vezes é comum que a luta se desenvolva no chão. Falo isso porque por mais que pareça que uma arte marcial só tenha uma fonte de ataques, isso é mentira, mesmo que nas lutas apareça somente um estilo, sempre são treinadas outras formas, já que as artes marciais o treinam pra vários tipos de situação. Vale lembrar que essa arte marcial não é de fácil adaptação, pois pode ser que você tenha que se adaptar a quedas freqüentes, o que pode ocasionar lesões em alguns locais, como as orelhas, que ficam bem características. 
O Saudoso Hélio Graice
Uma vez um amigo meu que é faixa roxa me falou que é necessário que se quebre essa cartilagem da orelha para que não tenha dor nessa parte na hora das muitas quedas. Isso é um mal necessário.

Não há como não falar da família Greice e das mudanças que fizeram no esporte, digamos que a grande diferença do Jiu-Jitsu Brasileiro para o tradicional foi a introdução dos golpes desferidos no chão. Conforme os brasileiros foram ganhando as competições internacionais, foram vendo que esse estilo realmente era muito bom e que hoje é a que mais tem crescimento de adeptos no mundo.

No sistema de faixas, a sequência é Faixa Branca, Cinza, Amarela, Laranja, Verde, Azul, Roxa, Marrom e por fim a Preta (até o 6º Grau), Preta com Vermelha (7º e 8º, que são o nível de Mestre) e por fim a Vermelha (9º e 10º, apenas para os Grão-Mestres). Essa também é uma arte muito interessante, e abaixo alguns vídeos com demonstrações de golpes, alguns conhecidos e outros nem tanto:

video
video


4 comentários:

  1. Boa tarde

    Estou seguindo seu blog, e adicionando seu link no 007BONDesportes, um dos blogs de minha autoria e que faço o convite para que conheça.

    Convido ainda para que entre na condição de seguidor e me inclua na sua parceria de links.

    Parabéns pelo blog, eu volto em outro momento para conhecer a matéria sobre o método de defesa pessoal Krav Maga.

    Um abraço, feliz 2011

    ResponderExcluir
  2. Legal! Já fiz Jiu-Jitsu mas resolvi parar, pois não estava tendo tempo para me dedicar muito com o esporte. Mas realmente é um ótimo esporte, e eu recomendo aqueles que procuram fazer algo relacionado a defesa pessoal.

    ResponderExcluir
  3. muito massa blog muito bom sem palavras.
    Jiu Jitsu nao é só estrangulamento e imobilizaçao
    mas tbm uma filosofia d vida.
    Ass rafael Lotos Crub

    ResponderExcluir